sábado, 10 de junho de 2017

Fūrin*


Eu ainda me vejo andando sozinha por essas ruas estreitas e iluminadas em que eu costumava andar com você, e eu me lembro claramente das lanternas penduradas e do barulho que fazia quando os sinos dos ventos se moviam anunciando o verão. Você se lembra das tardes no Sukiya? Ainda é igual, mesmo depois de todos esses anos.
Agora eu irei viver nessa ilha bonita, onde no inverno faz muito frio à noite e o branco da neblina cresce atrás das montanhas que me separam do continente. Eu não consegui dormir bem durante muitas noites, eu não consegui dormir porque tudo desaparecia quando eu fechava os meus olhos.
Um dia, de repente, tudo mudou de lugar, eu senti que meu coração deixou de ser jovem, mas o perfume daqueles dias passados ainda passa por mim, embora o mundo tenha virado ao contrário e você esteja do outro lado do planeta, eu ainda me lembro claramente das lanternas penduras e do barulho que os sinos dos ventos faziam, era início de verão quando você se foi. E eu, na verdade, eu não quero esquecer, mas eu não posso abraçar uma lembrança e, seis anos depois, ela começou a desaparecer. Eu apenas penso e penso, eu estou apenas tentando lembrar.



*風鈴 significa literalmente “Sinos de Vento”

Nenhum comentário:

Postar um comentário